No Piauí, 17 instituições de segurança privadas são alvo de operação da PF

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (25), operação contra empresas clandestinas de segurança privada. A operação Segurança Legal ocorre, simultaneamente, em todos os estados.
créditos: cidadeverde.com

 

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (25), operação contra empresas clandestinas de segurança privada. A operação Segurança Legal ocorre, simultaneamente, em todos os estados. No Piauí, empresários foram autuados durante fiscalização a oito estabelecimentos comerciais e nove empresas, nos municípios de Teresina, Parnaíba, Campo Maior e Demerval Lobão.

As empresas onde foram constatadas irregularidades estariam exercendo as mais variadas atividades de segurança privada: vigilância patrimonial especializada ou orgânica, transporte de valores, escolta armada, segurança pessoal privada e formação de vigilantes.

"A fiscalização é direcionada a pessoas físicas ou jurídicas que executam a atividade de segurança privada sem a necessária autorização da Polícia Federal, ou seja, clandestinamente", informou a PF.

Nas empresas onde foram constatadas irregularidades, os responsáveis foram autuados e estão passíveis de multa, que varia de acordo com a infração, bem como o prazo para a regularização. Já as empresas clandestinas devem ser fechadas.

No estado, a operação está sob o comando Delegacia de Controle de Segurança Privada (Delesp).

 

 


COLUNISTA
Eudes Martins
COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA