Mandacaru realiza o XIV Encontro dos Profetas e Profetizas da Chuva no Piauí

O encontro desperta no público admirador, uma forte identidade de ancestralidades e mitos que em muito dessas pessoas se encontram adormecidos.
créditos: Matões FM

 

Mantendo o calendário de realização do maior evento da sabedoria popular da região norte do Piauí, o Centro de Formação Mandacaru de Pedro II realiza nesta sexta feira dia 14, o Encontro dos Profetas e Profetizas da Chuva 2022. O evento acontece na Ecoescola Thomas a Kempis a partir das 14h (duas da tarde) e vai reunir vários agricultores e agricultoras com grande sabedoria popular e com uma qualidade única de observar os sinais da natureza. O encontro desperta no público admirador, uma forte identidade de ancestralidades e mitos que em muito dessas pessoas se encontram adormecidos.

Por conta da pandemia, o encontro não receberá o público para assistir presencialmente. Mas estará disponível nas páginas da rádio Matões FM e Ecoescola no Facebook e nas páginas da TV Nestante e Ecoescola no youtube com transmissão ao vivo de todo o evento.

A organização também teve a preocupação de restringir a quantidade de pessoas presentes, por essa razão alguns depoimentos dos profetas e profetizas serão em vídeos e não ao vivo. Os demais e também os convidados farão suas falas ao vivo no evento.

O encontro deste ano volta a receber profetas e profetizas de Piripiri. Duas dessas pessoas estarão presentes representando o grupo de profetas daquele município. Ao todo são esperados 15 profetas e profetizas.

Outra atração deste ano também será a presença de duas benzedeiras, mulheres com o dom da cura através de suas orações. Essas mulheres farão uma fala sobre seus dons.

Durante o evento, cada um/a terá até cinco minutos para fazer sua apresentação e dizer o que tem observado nos sinais da natureza que indicam chuvas.

Ao longo de suas realizações, o Encontro dessas sábias pessoas tem recebido o apoio de organizações e estudiosos importantes como pesquisadores/as, universitários, professores/as e sociólogos/as. Também de veículos de comunicação como a Matões FM e a Tv Nestante.

 


 


COLUNISTA
Eudes Martins
COMPARTILHE O LINK DA MATÉRIA