13/12/2017 (xx) xxxx-xxxx

Polícia

Secretaria de Segurança admite que PCC planejava morte de Fábio Abreu

Essa é a primeira vez que a Secretaria admite oficialmente a atuação da facção criminosa no estado.

Por Redação 06/10/2017 às 00:02:16

A Secretaria Estadual de Segurança revelou, nesta quarta-feira (04), que dez detentos custodiados em penitenciárias do Piauí estariam planejando ações criminosas para desestabilizar a atual gestão do secretário Fábio Abreu, incluindo o assassinato do secretário, que também é deputado federal. De acordo com a nota divulgada pela Secretaria de Segurança, os presos seriam vinculados ao Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Essa é a primeira vez que a Secretaria de Segurança admite oficialmente a atuação da fação criminosa no Piauí. As investigações, que foram conduzidas pelo Núcleo de Inteligência da SSP, apontam que a facção criminosa estaria insatisfeita com as operações policiais de combate a explosões de caixas eletrônicos e tráfico de entorpecentes.

O trabalho policial gerou a produção de um relatório que foi levado ao presidente da Câmara Federal, o deputado federal Rodrigo Maia, tendo em vista que o atual gestor também é deputado federal. Diante da necessidade de sigilo do caso, não foram divulgadas informações sobre a identidade dos presos ou mais detalhes da investigação.





Publicada por Eudes Martins

Fonte: O Dia

comentários